Cadastra-se para receber meu conteúdo

sábado, 24 de março de 2018

E Não Se Esqueçam de Regar os Girassóis - Sara Bentes

Olá pessoas!!!

"Com a voz ligeiramente tremula, ela começou a falar: - Eu ainda te conheço tão pouco, Emanuel. Mas em toda a minha vida, mesmo quando eu enxergava, jamais vivi, com qualquer outra pessoa, a sensação de liberdade e de plenitude que vivo com você."

Resultado de imagem para resenha de e não se esqueça de regar os girassóisTrouxe um romance lindo, nada convencional apesar de que o encontro das almas foi com uma trombada no corredor,  como nos contos. Porém esse romance retrata uma moça tentando superar sua baixa visão e de um rapaz que, por consequência de um ato, se tornou um cadeirante. Vamos à história que explico melhor.

Giovana é uma moça linda, cabelos longos, ama natureza, cantora e educadora, ama crianças e por isso é voluntária no hospital na ala pediátrica. O diferencial dela é que é baixa visão e tenta superar essa dificuldade que é passar por esse problema na sua vida. Nos corredores da escola que dá aula de canto tromba com Emanuel.

Emanuel é um rapaz muito engraçado, feliz e grato com a vida, apesar de sofrer uma consequência de uma decisão passada, na época em que era rebelde. Ele sofre epilepsia em caso de estresse, anda de cadeira de rodas ou muletas, dependendo da fraqueza das pernas, e tem várias marcas pelo corpo. Trabalha como programador e quando conhece Giovana se encanta com aquela moça linda que mesmo na dificuldade tenta ajudá-lo.

Depois de um longo tempo que não se encontram mais, se esbarram novamente na aula de teatro. Foi uma surpresa e felicidade para ambos. Depois de um ano a visão de Giovana apagou totalmente e ela está tentando superar as dificuldades, a amizade de Emanuel veio na hora certa, com a presença dele tudo fica mais leve, a vida é mais engraçada e esquece os problemas.

De forma muito engraçada, é contada o relacionamento dos dois, a forma que eles veem a vida e como ele descreve as coisas para ela. Também é um grande aprendizado sobre como tratar e conviver com uma pessoa deficiente visual e deficiente físico.

"Adquirir ou nascer com uma deficiência, com uma limitação, não nos põe em outro patamar de evolução nem nos dá automaticamente uma capacidade a mais de superação. Antes de qualquer diferença, somos pessoas, cheias de sonhos, de paixões, de imperfeições, de outras tantas coisas, é a oportunidade de desenvolver, talvez com mais urgência, essa capacidade maravilhosa e inerente ao ser humano  que é a superação. 


Essa história ainda tem o caso de um relacionamento passado de Giovana, sobre bulling e preconceitos. Indico a história, amei.