Cadastra-se para receber meu conteúdo

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Convergente - (Série Divergentes - Terceiro livro!!!)

Olá pessoas, depois de um mês sem escrever, aqui estou...

Tive que reiniciar este livro por causa das férias.


OBS: Não tem como contar alguma coisa sem dar spoiler do livro anterior Insurgente. 


Neste terceiro livro da saga, é contado por Tris e por Tobias.
Então, uma galera nomeados "Os Leais" saem para fora do muro que cerca a cidade para um lugar desconhecido, seguindo as ordens de Edit Priori. Eles nem tinham ideia do que teria do lado de fora. Os leais são um grupo formados por Cara, irmã de Will que não aceitaram a forma de liderar de Evelyn (mãe de quatro, o Tobias).

Do lado de fora Tobias encontra uma pessoa que já conhecia antes, porém tinha morrido, e descobre que diversas mortes foram inventadas para salvar alguns divergentes. Tobias sofre, pois já por duas vezes pensou que alguem tinha morrido e na verdade não, e uma dessas pessoas foi sua mãe.

"...fazer uma pessoa sofrer, levando-a a acreditar que você se foi, é a mentira mais cruel à qual alguém pode ser submetido, e já fui submetido a ela duas vezes..."


Eles descobrem a verdade sobre as facções, sobre toda sua vida e o qual a importância para aquele povo sobre os divergentes.
Muitas descobertas sobre sua mãe e seu pai. Conhece David, um líder que conhecia sua mãe e etc.

Depois de muitas descobertas naquele lugar fica um pouco parado, porque lá eles não tem nada o que fazer e nada mais acontece, eles ficam no departamento por alguns dias.

Tobias fica perturbado por saber de algumas coisas sobre seu gene e oculta novamente alguma coisa de Tris, mas depois resolve compartilhar com ela. Nita é uma funcionaria do departamento que tem alguns planos incluindo ele, Tris tem uma percepção e aconselha Tobias a não ajudá-la da forma que ela quer. Mas ele é teimoso, isso trás alguns danos, inclusive no relacionamento dos dois jovens, mas esse relacionamento supera todos os obstáculos.

Após isso, começa a esquentar de novo a história. Eles tem um plano para salvar sua cidade e o departamento. Fiquei super satisfeita com o final de Peter, atenção nele.

Este livro recomento mesmo, tem cada frase de ensinamento que guardarei.

"Será que medos desaparecem de fato ou apenas perdem o seu poder sobre nós?"
"Sabe o que mamãe me disse certa vez?(...)Ela disse que todas as pessoas têm algo de mau dentro de si e que o primeiro passo para amar qualquer pessoa é reconhecer o mesmo mal dentro de nós para que possamos perdoá-la."


Achei interessante a reflexão feita por Tris sobre as facções:

"E tem razão em afirmar que cada facção perde algo ao ganhar uma virtude: a Audácia, corajosa, mas cruel;a erudição, inteligente, mas vaidosa; a Amizade, pacífica, mas passiva; a Fraqueza, honesta, mas insensível; a Abnegação, altruísta, mas sufocante."


"Não pertenço à Abnegação ou à Audácia, nem mesmo aos Divergentes. não pertenço ao Departamento, ao experimento ou à margem. Pertenço às pessoas que amo, e elas pertencem à mim. elas, junto com o amor e a lealdade que eu lhes ofereço, formam a minha identidade muito mais do que qualquer palavra ou grupo jamais formará."


Este livro foi muito satisfatório, uma das melhores sagas que já li. A personagem cresce e desenvolve ao longo do livro e no fim, não é a mesma pessoa do início, isso dá uma satisfação enorme de acompanhar o desenvolvimento dela. No primeiro livro Tris sai da Abnegação com o argumento que não consegue ser altruísta o suficiente para a facção, mas no fim é mais altruísta que qualquer outro.