Cadastra-se para receber meu conteúdo

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Por mais um dia - Mitch Albom


Olá pessoas!

Trouxe mais uma leitura e desta vez é um daqueles livros que te inspiram a ser uma pessoa melhor na vida e fazer as coisas sem se arrepender, porque a vida é agora.

Do mesmo autor de a última grande lição, e na capa do livro está escrito assim "o que você faria se tivesse uma única chance de voltar atrás e consertar o que fez de errado na sua vida?"

Charles Benetto, (Chick) como era chamado foi um menino que crescia no meio de sua mãe amorosa, carinhosa e que fazia de tudo pra ver seus filhos formados e seu pai sério e rigoroso que nunca demonstrava emoções " homens não podiam chorar" e fez de tudo para ele ser um jogador profissional de beisebol. Se separaram quando ele estava na pré adolescência, não contaram a ele o motivo. Naquela época mulheres desquitadas não eram bem vistas, ainda mais com um casal de filhos pra cuidar sozinha.

Sempre queria conquistar seu pai, por isso fazia tudo por ele, até deixou a faculdade que sua mãe pagava com muita dificuldade para se aventurar em um time que não deu certo no final.
No casamento foi um fracasso, depois de alguns anos sua ex esposa perdeu todo o encanto nele, pois só sabia de jogos e bares. Sua linda filha casou e nem o convidou. Aquilo foi a gota d'água na sua vida e percebeu que era uma vergonha para ela.

Assim, tomou a decisão de acabar com a sua vida. Nesse meio tempo reencontrou com sua mãe que havia morrido há oito anos. Esse reencontro mudou o rumo da sua história.
Claro, ele ficou sem entender como estava com sua mãe morta, porém viva ali na sua frente; como ele poderia estar vivo após o acidente de carro. Eles conversavam e foram se entendendo de coisas não resolvidas do passado.

A parte que eu mais gostei de ler foi que sempre no início do capítulo tinha ou cartas de sua mãe para ele, ou "ocasiões em que eu não tomei o partido da minha mãe", ou "ocasiões em que minha mãe tomou meu partido" e amei o relato sobre o sentimento de mãe para com filho e filho para com sua mãe. Segundo quem escreveu este livro é um não ficção e a aparição da mãe é real e foi essencial para a mudança na vida de Charles.


"Está é a história de uma família. E como há um fantasma envolvido, pode-se dizer que é uma história de fantasmas. Mas toda família é uma história de fantasma. Os mortos sentam-se à nossa mesa até muito depois de terem partido."