Cadastra-se para receber meu conteúdo

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Fangirl - Rainbow Rowell

 Olá pessoas!

Trouxe este livro que foi muito divertida história, vamos lá?

Na foto: a capa do livro Fangirl, a Cath sentada
na letra F escrevendo no seu 
notebook e Levi no cantinho direito.
Cath e Wren são irmãs gêmeas, são idênticas, mas isso não quer dizer que cada uma não tem sua própria personalidade. Cath é nossa personagem principal, é tímida, não gosta de sair, chega a ser anti-social. O que ama fazer é ler e escrever. É a maior e mais famosa escritora de fanfics da série Simon Snow, um bruxo (é como se fosse Harry Potter pra nós), suas fanfics são românticas e homossexuais. Sua história é acompanhada por várias pessoas e recebe muitas mensagens para ela continuar. Wren costumava ser parceira dela de escrita, dava palpites e sabia da importância daquilo tudo para a irmã.

A mãe as abandonou com seu pai que teve que se virar com as duas ainda crianças. Oito anos de idade tinham quando isso aconteceu e desde então não viram mais ela. Nem quando tentaram entrar em contato tiveram sucesso, então elas acabaram desenvolvendo uma certa raiva da mãe. Nos momentos que mais precisavam, não tinham uma figura feminina para explicar a transição para virar mocinha e com vergonha do pai recorreram ao Dr. Google mesmo.

Já na idade de irem para faculdade, elas teriam que se distanciar do pai que não sabe se cuidar só e além disso sua irmã Wren não quer dividir o quarto com ela. Wren se enturma facilmente, vai à festas, mas sua irmã não vê a necessidade de ter amizades, elas já são uma companhia boa uma para outra. Nossa protagonista a caba tendo que dividir o quarto com uma estranha, em um lugar que terá dificuldade de se sentir a vontade.

"-Você usa drogas?
- Não!
- talvez devesse começar...
Cath meteu os punhos no colchão.
-Isso não é da sua conta. Você nem me conhece.
-Isso-disse Reagan.- É por isso que eu não queria colega de quarto do primeiro ano.
-Por que se importa? Tô te incomodando?"


Reagan, sua companhia de quarto é bem despojada, adora sair para festas, ama namorar e não gosta de companhias de quarto, mas Cath é tão tímida que inicialmente é como se nem estivesse lá, mas isso acaba incomodando Reagan que a consegue tirar de dentro e dar uma volta no refeitório onde almoçaria a partir daí todos os dias e pararia de passar os dias com barrinhas de cereais.


"-Não tenha pena de mim. Não quero que tenha pena de mim.
-Não tem como evitar. Você é mesmo muito patética.
-Não sou, não.
-É sim. Não tem amigo nenhum, sua irmã te deu um fora, Você  tem problema pra comer... e tem alguma coisa esquisita com relação a Simon Snow.
-Eu protesto contra tudo que você acabou de dizer. "


Reagan tinha um melhor amigo e ex namorado Levi que é um garoto feliz, sorridente, amável com todos. Este personagem me cativou desde o início, fofíssimo e acabou descobrindo que Cath escrevia fanfics e ficava pedindo para ela ler, sem dúvida esses momento foram meus momentos mais preferidos do livro. Ele tinha um problema com a leitura, lia, mas não conseguia entender, chamamos isso de analfabeto funcional, e isso atinge nossa população real, mas era super inteligente como nossas crianças que também sofrem disso.

Na foto: Os personagens mais marcantes do livro.
Cather, Levi, Reagan, Nick, Courtney e Wren.
Outro personagem que marcou é Nick que se tornou colega de Cath para escrita, escreviam para passar tempo, mas ele acaba aproveitando disto, o que entristece bastante nossa protagonista.

O drama maior do livro passa em relação à Wren que é facilmente influenciável, se acaba na bebedeira, nas festas e isso preocupa sua irmã, mas percebe que ela descarta a ajuda.

Outra parte interessante do livro é que Cath participa de uma aula de escrita de ficção que trabalha a capacidade de escrever, elaborar histórias e a professora aposta muito nela, mas teve dificuldade de escrever coisas diferentes de fanfics e fica enrolando para começar seu trabalho, dá uma vontade de trancar ela num quarto e abrir só quando a história estivesse pronta...

Os capítulos sempre tinham no final um trecho das suas histórias ou da verdadeira história de Simon Snow e percebi que esses trechos combinavam com o que acontecia na sua vida. 


Então, indico este livro por ele mostrar medos reais quando adolescentes saem da sua vida habitual e vão par um lugar totalmente novo e desconhecidos, com desafios marcantes e misturando laços familiares.